0
Louzan, uma Lousã diferente… e sem lama!

louzan696

Dar a conhecer uma nova Lousã é o trunfo na manga da quarta edição do Louzan Trail, que percorre no próximo dia 19 os trilhos de uma serra já bastas vezes trilhada por grandes provas. Os organizadores prometem não ficar nada a dever: abriram três caminhos novos, dois dos quais recuperados das tradições de antanho entretanto assumida pela vegetação. E têm outra promessa – esta Lousã não terá lama, apesar do que tem chovido.

“A prova concentra-se numa parte da Serra da Lousã que não está explorada nos Trilhos dos Abutres, nem no Ultra Trail das Aldeias de Xisto”, explica-nos Jorge Moita, do Montanha Clube Trail Running. E, ainda que palmilhe aldeias serranas já conhecidas, leva os corredores a outras menos faladas. E preparou uma surpresa: o “Trilho Licor Beirão”. Não, não comecem a salivar, não se trata de um abastecimento que faça rir, mas apenas de levar os atletas ao local da mítica placa que anunciava a bebida numa encosta da serra e que terá ali uma réplica para a prova. Recuperados foram ainda os trilhos do Moinho, que liga a rota das aldeias à Cascata do Candal, e o do Rochedo.

O Louzan Trail parte da Pousada da Juventude da Lousã para percursos de 17, 25 e 45 km, com desníveis de respeito: respetivamente 1200, 2000  e 3400  metros positivos. “É das provas mais exigentes em Portugal”, garantem os organizadores, “numa Lousã diferente”, para a qual os troféus foram feitos à mão pelos utentes da Associação para a Recuperação de Cidadãos Inadaptados da Lousã – Arcil, a favor de quem reverte uma parte do valor das inscrições na caminhada que acompanha a prova. I.C.

 

0 comentários

Leave a Reply

Faça login para comentar