“Para que a fé não nos mova as montanhas”

c

A iniciativa ameaça tornar-se hábito: no fim de semana passado, enquanto dezenas de milhares de corredores amadores se dedicaram a algumas das maiores porvas do calendário (Meia de Lisboa, Dia do Pai no Porto, Ultra Trail Aldeias de Xisto na Lousã e Trilhos do Paleozóico em Valongo), os amigos do Coimbra Trail Running calçaram as sapatilhas para, pela segunda vez, ligar a Porta Férrea ao Santuário de Fátima. Foram 100 km, definidos para 14 horas que acabariam rigorosamente cumpridas, apesar da inclemência dos céus.

Ignoraram a chuva, arrancaram na sexta-feira à noite e, ao bater das 11 horas de sábado na torre do Santuário, entravam no recinto. “Foi uma noite complicada pela chuva e baixas temperaturas, em que alguns abandonaram em Ansião para voltar a entrar em Caxarias”, contam, agradecendo o imprescindível apoio dado por amigos em pontos de abastecimento e a presença de “novatos” a fechar os últimos 20 km. “Porque somos homens e mulheres de fé, voltamos a ir a Fátima e pedir a Nossa Senhora que não nos mova as montanhas… ou se mover que seja para mais perto!”.

E porque o convívio dá sempre aso a boas ideias, o grupo de amigos decidiu que estava na hora de mostrar a Portugal que Coimbra é mais do que a Lusa Atenas. No dia 16 de outubro, promove o Coimbra Trail, uma prova que promete dar a conhecer Coimbra, pela primeira vez, feita fora de muros.

0 comentários

Leave a Reply

Faça login para comentar