“A Beleza do Porto merece mais público na rua”

marathon696

Quem já correu a Maratona do Porto sabe do que falamos. Para a considerável fatia daqueles que precisam de mais de quatro horas para cumprir 42 km, a certeza, no Porto, é a de ter de resistir à tentação de atirar a toalha ao chão na mais absoluta das solidões, sobretudo a partir dos 30 km.

Contrariar o desalento no momento de mais intenso esforço é a ideia do “Movimento  Todos para a rua na Maratona do Porto”, que resulta de um protocolo entre a organização da prova e do Kangaroo Health Club. E prometem levar mais gente às ruas do Porto, Matosinhos e Vila Nova de Gaia, numa maratona reconhecidamente bela e  solitária.

“A maioria das pessoas são familiares, amigos, atletas e turistas. Onde estão as outras pessoas?” questionam os promotores da ideia, que lançaram um evento no Facebook para “sensibilizar todos para este gesto simples, mas que marca a prova de qualquer atleta, principalmente daqueles que se estreiam na distância”.

A ideia é juntar três grupos de apoio e colocá-los em altura mais críticas da maratona: junto à Igreja de S. Francisco, já no retorno depois da ida a Vila Nova de Gaia, ao km 32; na zona da Cantareira (à roda do km 37) e, por fim, nos 39, na Avenida do Brasil. Cada grupo contará com animadores (com cartazes e material sonoro) e com “corredores rebocadores”, que poderão correr com os atletas em maiores dificuldades e levá-los até ao ponto de apoio seguinte ou até à meta. As inscrições para estes grupos decorrem no Facebook do Kangaroo Health Club Porto.

Mas o Movimento espera ir mais longe e inspirar outros grupos a organizarem-se e a serem criativos, devendo ao longo da semana sugerir outros pontos de passagem importantes. Com um “objectivo único: tornar a Maratona do Porto uma referência Mundial no apoio aos atletas”, porque “a beleza do Porto merece mais público na rua”…

0 comentários

Leave a Reply

Faça login para comentar