0
Catorze portugueses à conquista do Atlas

   
É uma prova pouco falada, apesar de acontecer aqui à porta. E diz quem já a fez que é imperdível. Partiram ontem 14 portugueses para o Ultra Trail Atlas Toubkal, que se corre em Marrocos, este 1 de outubro. A liderar, Paulo Pires, autor do Runbook de um Gajo que Mudou de Vida, responsável pela divulgação em Portugal daquela que é a principal corrida de montanha de Africa.

O UTAT é apenas a prova-rainha do certame, que conta ainda com a maratona do Atlas (42Km e 2600m D+) e a Virée d’Ikkiss (26Km e 1400m D+), que decorrem em dias separados e podem ser somadas no Challenge do Atlas. Aos participantes na ultra é proposto conquistar 105 Km e 6500m D+ em pleno Alto Atlas, com várias passagens aos 3000m de altitude e o ponto mais alto aos 3600m, um pouco abaixo do cume do Toubkal, aos 4167m. A prova nasceu da visão de dois franceses, há muito radicados em Marrocos.

A prova tem base em Oukaimeden, uma aldeia de montanha a 2700m de altitude que se transforma em estância de esqui no inverno e que nesta altura é uma espécie de Monte Branco africano, com todo o ambiente que rodeia uma prova de alta montanha.

Paulo Pires já fez o UTAT e descreve a região como “surpreendente, deslumbrante na sua grandiosidade, contrastante com o povo berbere que habita as aldeias perdidas nos vales, inacessíveis a não ser por trilhos. Gente humilde e acolhedora, que vive em plena comunhão com a natureza agreste do Atlas, numa economia de subsistência, onde o que não se consegue produzir nos vales férteis irrigados pelos rios tem de vir de burro em viagens de horas desde a estrada mais próxima”. E fica dito aqui que nos convenceu. Haveremos de lá ir nem que seja só para sentir esta realidade. Quanto à prova em si, “com um piso muito duro, subidas gigantescas e descidas complicadas”, exige “uma boa preparação física e determinação”. E os trilhos não são, afinal mais do que as “principais vias de acesso usadas pelos habitantes”.

“Muito mais do que um trail, esta é uma viagem por uma região de alta montanha que nos transporta a um local que não imaginamos poder existir, onde conhecemos um povo e uma forma de viver que desafia a nossa compreensão”.

Ficaremos atentos. Os portugueses podem ser acompanhados no site da prova, na página portuguesa ou na página oficial no Facebook

0 comentários

Leave a Reply

Faça login para comentar