0
Vai um sprint de 32 metros… verticais?

À primeira vista poderá parecer que é para meninos e que 32 metros são favas contadas. Mas pode muito bem não ser. A proposta é arrojada: subir duas vezes os 200 degraus e 32 metros da “Free Fall”, recém-inaugurado escorrega do Aquashow, em Quarteira. E depois, sendo um dos seis melhores, subir uma terceira vez para apurar o mais resistente. Será a primeira “Corrida Vertical” em solo português, que nasceu inspirada em provas com o mesmo princípio, ainda que bem mais altas, em edifícios e arranha-céus famosos, como a parisiense Torre Eiffel (301 metros), o nova-iorquino Empire State Building (381), o Taipei 101 de Taiwan (449), ou o International Commerce Center de Hong Kong (484), estes três últimos, aliás, parte do Circuito Vertical Mundial.

De entre elas, a mais parecida será a da Torre Eiffel, por ser ao ar livre e implicar a visão dos degraus no vazio. “Ao cabo de alguns degraus, as pessoas ficam tontas, a visão começa a desfocar. Chega-se lá acima com as pernas a tremer”, explicou-nos Marco Pereira um dos organizadores da Corrida Vertical. “É um sprint, só que em vez de se correr 100 metros na horizontal, são 32 metros verticais, no espaço de um minuto, ou até menos”. A prova faz-se em contra-relógio individual, com partidas a cada 30 segundos, havendo competição masculina e feminina e um máximo de 50 atletas, selecionados em função da preparação para um desafio deste tipo. E com um padrinho de se lhe tirar o chapéu, o atleta Rui Silva.

A ideia do Algarve Trail Running e Corrida Vertical tem o apoio Quarteira Night Runners e da Câmara de Loulé e promete trazer animação à noite de 1 de agosto, uma vez que se pretende ter ali uma “corrida-espetáculo”. O parque aquático terá entrada livre nessa noite, podendo quem queira assistir à corrida – que deverá demorar 1h30 ­entre as várias eliminatórias – a partir da piscina de ondas.

A prazo, o projeto da Corrida Vertical é organizar uma prova indoor, numa torre mais alta.

I.C.

0 comentários

Leave a Reply

Faça login para comentar