0
A Raposa está quase a sair da toca

E por que é que só os grandes é que podem estar sentadinhos numa sala a ouvir gente que percebe a falar de coisas super interessantes como o que comer quando se faz exercício (ou quando não se faz exercício), sobre histórias giras que metam exercício, em suma sobre exercício? E Por que é que os pirralhos não podem ser ensinados sobre o bem que sabe uma frutinha ou um gelado caseiro, sobre como isso é tão melhor do que um bolicao?

A ideia foi da Doce Papoila, a iniciativa de alimentação desportiva caseira de Ana e Sérgio Duarte, ele ultra corredor atento àquilo que faz bem quando se faz exercício e responsável pela divulgação do Trail da Raposa, organizado pela Parjovem nos próximos dias 30 e 31, nas serranias de Paredes. Sérgio quis ir mais longe do que aquilo que já se vai fazendo – e ainda bem que se faz – por aí, com a associação cada vez frequente de um trail júnior às provas de montanha. Além de proporcionar a oportunidade de uma mini-competição – de 500 a 1500 metros, para miudagem dos três aos 12 anos, no sábado 30 no Parque da Cidade de Paredes -, a Doce Papoila quer “promover hábitos de vida saudável desde pequenino”.

Um nutricionista e um professor de educação física vão conversar com as crianças (e com os pais) inscritas no Kids Trail, dando-lhes dicas sobre alimentação e treino. Quanto ao abastecimento, incluirá gelado caseiro com toping de granola, barras específicas para crianças, gomas caseiras, frutas. “É possível pôr as crianças a comer coisas boas sem ser bolicao. Queremos plantar essa semente”. E tudo isto é gratuito. Ou quase: os participantes terão de trazer uma peça de roupa ou um brinquedo para oferecer a uma instituição local que lida com crianças.

No domingo, o lugar é para os graúdos, por trilhos redescobertos, numa segunda edição do Trail da Raposa que anuncia novidades, A começar pelo transporte até ao início das corridas, a partir do local da meta e da festa: a CP colocou uma carruagem à disposição dos atletas, numa viagem que ameaça ter tanta graça quanto a própria corrida. Porque essa, é garantido, vai ter trânsito: esgotou aos 2500 inscritos para as três distâncias (12, 25 e 42 km).

Ivete Carneiro

0 comentários

Leave a Reply

Faça login para comentar