1
Dulce Félix com recorde em Londres

londres696

Dulce Félix bateu o recorde pessoal na Maratona de Londres: foi oitava com 2:25.15 horas, sendo a melhor não-africana. A atleta do Benfica melhorou assim em 35 segundos o anterior registo, conseguido na Maratona de Nova Iorque de 2011.

“Estou superfeliz, o recorde pessoal era o meu objetivo”, disse, citada pela Lusa, a atleta portuguesa, que chegou a correr isolada na frente das mulheres, aos 30 quilómetros. “Andei muito tempo descolada, porque estava a correr com o meu ritmo. Era ritmo para passar [à meia-maratona] entre 1:12.20 e 1:12.30. Passei mais rápido. Depois, apanhei o grupo das africanas e pensei que elas iam pôr aquilo a andar, mas elas não puseram, então tomei eu a iniciativa de impor o meu ritmo”.

O resultado alcançado, diz, é sinal de que tem margem para evoluir. “Vou treinar para passar a barreira das 2h25 e acho que consigo. Ainda tenho muitas maratonas pela frente. Agora é pensar nos Jogos Olímpicos, porque é a maratona que eu quero fazer”. Lesionada, Sara Moreira ficou afastada do sonho de Londres.

A corrida foi ganha pela etíope Tigist Tufa, com 2:23.22. O pódio masculino foi encabeçado por Eliud Kipchoge, que triunfou em 2:04.42 horas, fixando um novo recorde do percurso.

Noutra latitude, Mónica Silva foi a melhor portuguesa na Maratona de Hamburgo, que também terminou no oitavo lugar feminino, como Dulce. Mónica Silva gastou 2:34.02 horas e foi a quarta atleta europeia numa prova ganha pela etíope Meseret Hailu, com 2:25.41 horas. A portuguesa melhorou substancialmente o recorde pessoal, que estava nas 2:41.43 horas. No entanto, ainda não bate o mínimo para o Mundial de Pequim, fixado em 2:32 horas. A segunda melhor portuguesa foi Luísa Oliveira, 12.ª, com 2:39.40 horas.

Nos homens, Rui Pedro Silva foi 15.º classificado (2:14.21 horas), atingindo os mínimos olímpicos, numa prova liderada pelo queniano Lucas Rotich, que cortou a meta em 2:07.17 horas. O atleta do Benfica foi o terceiro europeu, a seguir ao belga Koen Naert (2:13.39) e ao espanhol Iván Fernández (2:13.43).

1 comentário

Leave a Reply

Faça login para comentar

  • Joaquim Santos Oliveira

    27.4.2015

    Parabéns, estamos orgulhosos por ti, obrigado!