Uma noite da Porta Férrea até Fátima

cbr_fatima_01696

“A mais abençoada das iniciativas do Coimbra Trail Running”, como alguém a descreveu. Foi com uma sensação de objetivo cumprido que perto de 30 atletas do clube de Coimbra chegaram sábado ao Santuário de Fátima, após quase 100km e 14 horas, grande parte das quais corridas de noite e quase sempre por trilhos. Sob o lema “Para que a fé não nos mova as montanhas”, a partida para esta grande aventura foi dada às 21 horas de sexta 10 à frente da Porta Férrea da Universidade de Coimbra, para simbolicamente ligar a cidade dos estudantes a Fátima.

Pensado como um treino longo, o desafio acabou dominado pelo convívio, pela camaradagem e pela boa disposição, com a inestimável ajuda dos que garantiram a logística necessária, nomeadamente três abastecimentos em Conímbriga, Ansião e Caxarias. No final, houve cansaço, abraços, sorrisos e o desejo de regressar rapidamente à aventura, com quem esteve e com quem não pode estar. Como os justamente homenageados Paulo Gomes e António Costa, os dois atletas do Coimbra Trail Running que subiram com a camisola do clube ao pódio daquela que é já considerada uma das maiores provas de trail running na Europa, o Madeira Island Ultra-Trail.

Já a caminho do seu segundo ano de existência, o Coimbra Trail Running começou por ser um projecto de alguns amigos com uma paixão comum pela corrida em trilhos. Hoje são já uma centena a levar regularmente o nome do clube e da cidade a várias provas e passeios em Portugal e no estrangeiro.

António Figueiredo

0 comentários

Leave a Reply

Faça login para comentar