0
Trail nos Açores: não há fome que não dê em fartura

azores696

Depois da Madeira, os Açores entram este ano em força na oferta de corridas de montanha. A época arranca a 17 de maio com primeira etapa do Azores Trail Challenge, na ilha de S. Miguel, prossegue a 30 de Maio com a segunda do Azores Trail Run, no Faial, regressa a S. Miguel a 21 de Junho, para o Eco Trail Run Azores, e retorna depois do verão em dois eventos simultâneos: o Azores Triangle Adventure (Faial, Pico e S. Jorge) de 30 de outubro a 1 de novembro, e as segunda e terceira etapa do Challenge de S. Miguel, a 31 de outubro e 1 de novembro. Caso para dizer que não há fome que não dê em fartura.

Azores Trail Run

Fortalecida com o sucesso da primeira edição do Azores Trail Run, que em maio de 2014 levou 200 curiosos a cruzar “a meta mais bonita” de todas, a organização decidiu pôr em campo uma ideia que já amadurecia há algum tempo: estender a marca a outras ilhas. Mas antes, propõe a segunda edição do trail que deu a conhecer os Açores à comunidade de corrida de montanha e deixou uns quantos de boca aberta de espanto. Anna Frost,  uma das líderes femininas mundiais de trail running, foi quem classificou a meta, plantada na desértica paisagem do vulcão dos Capelinhos. Além dela, estava a nata do trail nacional, designadamente Carlos Sá e Armando Teixeira, de quem recordamos a frase com que resumiu a prova que venceu: correu “com uma mão a tocar no mar e outra na montanha”.

“A prova está a chegar a mercados já longínquos”, disse há dias ao JN Running o diretor de prova, Mário Leal. Na altura contavam-se inscritos de 12 nacionalidades diferentes e mais do dobro das inscrições do ano passado, uma excelente notícia para o turismo do arquipélago. “Interessa é que a prova fique conhecida”. A ajudar, o Azores Trail Run faz parte do Circuito Nacional de Trail Ultra, é membro da Associação Internacional de Trail Running e pontua por isso para o Monte Branco e está no circuito das European Mountain Marathon. Está prometido um percurso “muito idêntico”, com menos alcatrão do que no ano passado, e as duas mesmas distâncias (21 e 48km).

Para lá de atrair mais forasteiros, a prova de 2014 impulsionou a prática local. “As pessoas começaram a correr. Antes era eu e dois amigos, hoje há muito movimento nos trilhos”, diz Mário Leal. No Faial e noutras ilhas. Aplaude o aparecimento de provas nas ilhas, como “promoção local e regional”, daí não ter colocado o nome da ilha no Azores Trail Run (a cargo do Clube Independentede de Atletismo Ilha Azul). E daí, também, o receio de que algo corra mal e ensombre o nome do arquipélago.

Foi desta vontade de ajudar a promover os Açores que nasceu o Azores Triangle Adventure Trail Run, apresentado por estes dias e marcado para o fim de outubro. O slogan é “3 ilhas, 3 dias, 3 ultra trails”, para um total acumulado de 130 km e 7000 metros de desnível positivo, nas três ilhas do triângulo.

challenge696

Azores Trail Challenge

Nasceu da cabeça de um grupo que organiza provas de BTT. E está aí para mostrar ao mundo da corrida aquele que é “um dos destinos turísticosmais sustentáveis do mundo”: S. Miguel. “No ano passado, no final do Azores Trail Challenge em BTT as pessoas saíram de boca aberta”, conta-nos Paulo Resendes, da PRSpinning, organizador do desafio em três etapas que arranca a 17 de maio.

A primeira etapa tem o nome do patrocinador, Green Love, e apresenta duas distâncias (13 e 34km), que levarão os amantes da corrida de montanha à Lagoa das Sete Cidades. A segunda e a terceira etapas decorrem a 31 de outubro e 1 de novembro, com passagem prevista na Lagoa do Fogo. A “filosofia” a do campeonato, com vencedores para cada distância e, como prémio, a inscrição no Azores Trail Run do Faial e no Madeira Island Ultra Trail. “Nunca houve um trail em S. Miguel, queremos mostrar que é possível”. Paulo Resendes juntou à vontade “uma grande dose de carolice” e tem a prova em marcha, com o treinador Tiago Aragão a dirigir os percurso e uma certeza: a ajuda fundamental do advento das viagens low cost. Hoje é possível ir a S. Miguel por menos de cem euros.

eco696

Eco Trail Run Azores

Resta abordar o desafio que começou por angariar vedetas nacionais para depois dar-se a conhecer. A líder nacional de corridas de montanha Ester Alves e o ultrmaratonista João Colaço já garantiram presença na Ribeira Grande, freguesia de S. Miguel em que vai incidir o Eco Trail Run Azores, a 21 de junho. Organizado pelo Clube Desportivo e Cultural os Metralhas, o evento tem trails de 10 e 30 km, com promessas de passagem por ribeiras vivas, moinhos de água, as únicas plantações de chá da Europa, cascatas, portos, etc.

Ivete Carneiro

0 comentários

Leave a Reply

Faça login para comentar