Augusto Oliveira, o guerreiro

“Toda a gente pode fazer melhor do que fez ontem”. Temos capacidades, diz-nos Augusto Pinto Oliveira. Teve um acidente, um dia, no regresso de uma noitada. Era assim a vida dele, excessiva. Esteve em coma e prognosticaram-lhe uma vida dependente. pouco mais de quatro anos depois, correu o Monte Branco. Entre outras montanhas.

0 comentários

Leave a Reply

Faça login para comentar