Sara surpreendida no aeroporto

sara.696

Estavam umas 50 pessoas à espera dela no Aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto, esta terça-feira de manhã. E estava Guilherme, o filho. Sara Moreira, medalhada na Maratona de Nova Iorque ficou quase tão surpreendida quanto ficara no domingo, quando deu por si no pódio da mítica prova, atrás das duas quenianas Mary Keytani e Jemima Sumgong. “Não contava com tanta gente, tão cedo e num dia de trabalho. Estou muito orgulhosa e satisfeita com a família que tenho e com os amigos”.

A atleta tirsense do Sporting estreou-se na distância com um tempo 2.26 horas e diz não ter ainda percebido “muito bem” aquilo que fez. “A sensação é indiscritível, ainda estou assimilar tudo aquilo que aconteceu domingo. Surpreendi-me a mim própria e superei todas as expetativas. Em termos de tempo, até só fiz menos um minuto do que que contava, mas o terceiro lugar foi algo que nunca pensei”. Ainda assim, não se vê como maratonista. “Só por esta prova me ter corrido bem ainda não consigo decidir se serei uma maratonista ou não. Isso ficará para o futuro, até porque tenho de correr outra para perceber as sensações”. Quem não tem dúvidas de que Sara poderá conquistar mais êxitos na distância rainha é Pedro Ribeiro, treinador e marido da atleta. “Foi um resultado fabuloso”.

A maior dificuldade foi mesmo a distância do filho de ambos, o pequeno Guilherme, que completou um ano de vida no sábado. “Quase uma semana sem ele, para mais quando fez o primeiro aniversário, custou-nos muito”, admite Pedro Ribeiro.

Fotos Estela Silva/Lusa

1 comentário

Leave a Reply

Faça login para comentar

  • FacebookUser

    7.11.2014

    Fê-lo com muito sacrifício e dedicação! Um grande exemplo de uma portuguesa de excelência! Eu que corro, percebo perfeitamente o que trabalha diariamente para alcançar este feito, ainda mais tendo sido mãe há 1 ano. Parabéns Sara, pela tremenda alegria que nos deu!