0
Portugueses abandonam Jungle Marathon

jungle.696

Os ultramaratonistas portugueses Carlos Sá e Carlos Coelho abandonaram a Jungle Marathon após a quarta etapa, com ferozes críticas à organização.

“Acabou a minha aventura na selva antes do previsto. Chega de correr riscos, chega de ser humilhado por uma organização que não merece o mínimo do nosso esforço”, escreveu há pouco Carlos Sá na sua página de Facebook. O português seguia destacado em primeira posição. “Não sou pessoa de virar costas aos desafios, por mais extremos que sejam, mas quando ultrapassamos a linha do razoável nada vale a pena, os azares evitam-se e a sorte também se constrói”. O corredor adianta já ter regressado à civilização com Carlos Coelho, que era o sexto na classificação.

Entre as críticas à organização, Carlos Sá queixa-se das alterações imprevistas. “A directora da prova muda tudo a toda a hora”, incluindo as distâncias das estapas.

A prova decorre no Rio Tapajós, na região de Santarém do Pará, na Amazónia. É considerada uma das provas de resistência mais duras do mundo, implicando 275 km de pântanos, floresta tropical e seus “habitantes”, humidade acima de 90% e temperaturas próximas dos 40 graus. A distância inclui desníveis significativos e faz-se em seis etapas.

Fotos Jungle Marathon

IC

0 comentários

Leave a Reply

Faça login para comentar