0
Sara Moreira no pódio da meia de Lisboa

Os atletas quenianos ganharam, este domingo, as quatro provas, masculinas e femininas, da Maratona e Meia Maratona de Lisboa, que registou apenas uma intromissão do domínio africano nos quatro pódios, a da portuguesa Sara Moreira, segunda na “meia”.

A segunda edição da maratona foi dominada pelos atletas quenianos e o vencedor, Samuel Ndungu, que se isolou por volta do 30.º km, terminou-a em 2:08.21 horas, o melhor tempo jamais registado em Portugal.

Apenas mais de dois minutos depois chegou o segundo classificado, Robert Kwambai, com 2:10.33, e o terceiro, Lawrence Kipmayo, já gastou 2:12.17.

O melhor português, na 6.ª posição, foi Carlos Silva, atleta do GDR Reboleira, que assim se sagrou campeão nacional, com o tempo de 2:24.29, menos meio minuto que o seu colega de equipa Bruno Fraga.

No setor feminino, a queniana Visiline Jepkesho também foi folgada vencedora, em 2:26.47, batendo por quase cinco minutos o tempo da vencedora do ano passado.

As três primeiras baixaram das duas horas e meia. A campeã nacional foi Rosa Madureira, atleta do Paços de Ferreira, que foi 6.ª na geral, com 2:48.03s Todas as restantes atletas nacionais gastaram bem mais de três horas.

Larga superioridade, igualmente, do vencedor da meia-maratona, o queniano Stephen Kosgei Kibet, que gastou 1:01.06, menos um minuto e 19 segundos que o segundo classificado, o etíope Mosinet Geremew.

O recordista mundial, Zerzenay Tadese, foi apenas quinto, com 1:03.29, e o italiano Daniele Meucci, recente campeão europeu da maratona, foi o melhor não africano, na nona posição, com 1:04.10, apenas três segundos menos que Yousef el Kalai, o primeiro atleta português, que foi 10.º na geral.

A competição mais equilibrada foi a meia-maratona feminina, prova na qual Sara Moreira só no quilómetro final cedeu face à queniana Purity Rionoripo, que ganhou em 1:11.02, cinco segundos à frente da futura atleta do Sporting, que fez a sua última prova com a camisola do Maratona.

Sara Moreira está a preparar a estreia nos 42,195 km, já que correrá dentro de um mês a Maratona de Nova Iorque. A etíope Godfay Afera completou o pódio da meia-maratona, a nove segundos da portuguesa. Leonor Carneiro, na sétima posição, foi a segunda atleta nacional, gastando 1:17.51.

sara696

 

0 comentários

Leave a Reply

Faça login para comentar