0
Porto City Race revela o lado íntimo da Invicta

É a terceira edição e promete novidades: a Porto City Race, integrada no Circuito Nacional de Estafetas (2ª etapa) e no City Race Euro Tour e Circuito Nacional urbano (3ª etapa), vai esmiuçar os espaços escondidos da cidade nos próximos dias 3, 4 e 5 de outubro.

Trata-se de um evento de orientação pedestre urbano, no qual o participante vai, de mapa e bússola na mão, à procura do caminho mais rápido entre os pontos de controlo obrigatórios. O JN Running acompanhou os jovens orientistas Tiago Leal e Carolina Delgado através alguns dos percursos possíveis da 1ª etapa da prova, inédita: noturna, arrancará às 20 horas de sexta-feira, para atravessar o Centro Histórico do Porto. Fazer orientação é, também, visitar a cidade, dizem-nos. Há a promessa de muralhas, escadas, vielas, calçada histórica, monumentos e o desafio de encontrar o posto de controlo no meio de tudo isto.

No sábado, a prova transfere-se para o Parque da Cidade, local onde existe um percurso permanente de orientação. Ao terceiro dia, os atletas invadirão a Foz Velha. Haverá também percursos turísticos para participantes fora de competição.

Há cerca de 100 atletas estrangeiros inscritos na prova, oriundos de 13 países . Entre eles, o lituano Jonas Vytautas Gvildys, que está no 10º lugar do ranking mundial de orientação pedestre, na vertente de Sprint.

Organizada pelo Grupo Desportivo dos 4 Caminhos e pela Federação Portuguesa de Orientação, com apoio da Câmara Municipal do Porto – Porto Lazer, a prova é aberta a quem queira experimentar o conceito da orientação. As inscrições podem ser feitas no Grupo Desportivo dos 4 Caminhos, ou, no primeiro dia da prova, no secretariado, que funcionará a partir das 10h30 no Centro Português de Fotografia, na antiga Cadeia da Relação. E custam de 1,5€ a 5€ para as duas primeiras etapas e 4€ a 7€ para a terceira etapa.

Ivete Carneiro

 

0 comentários

Leave a Reply

Faça login para comentar